Dia Internacional da Internet Segura

Hoje é o Dia Internacional da Internet Segura, data criada por uma iniciativa global que busca a promoção de atividades para a conscientização do uso seguro, responsável e ético das Tecnologias da Informação e Comunicação.

As empresas estão cada vez mais presentes no ambiente digital. Com as ferramentas de gestão integrada, a tecnologia ocupa um espaço cada vez maior no ambiente corporativo e como consequência, o número de informações armazenadas em meios digitais está crescendo continuamente, por isso, fazer backup periodicamente pode, em muitos casos, ser a salvação do negócio.

Através do backup você assegura a integridade dos seus dados, configurações dos sistemas, banco de dados, arquivos de usuários, dentre outros.

Conforme alerta Tiago Carlos Amrginski, integrante do time de suporte especializado da Wonder Sistemas, a realização do backup do sistema visa garantir que sua empresa tenha confiança e segurança para continuar trabalhando e desenvolvendo novos negócios, visto que os registros e dados mais importantes poderão ser recuperados de maneira rápida e fácil em casos de adversidades e problemas.

Portanto, reforçamos que o backup de dados de uma empresa deve ser visto como uma operação estratégica, uma forma de prevenir possíveis perda de dados acidentalmente, seja por falha física, ou por falha humana.

Os softwares e módulos da Wonder Sistemas, possuem recursos de backup que visam garantir a continuidade de sua empresa em caso de falhas. Portanto caso tenha dúvidas de como proceder na realização de seus backups, entre em contato com nosso time de suporte especializado.

Segurança de dados: Como garantir a segurança dos seus dados em situações inesperadas?

Com o crescimento do mercado virtual, lojas e mais atacados estão migrando para sites, aplicativos, serviços relacionados à internet onde o cliente a comodidade de poder comprar em qualquer lugar onde ele estiver. A única exigência antes de realizar a compra é fazer um pré-cadastro com informações pessoais, endereço e outros dados algumas vezes necessários para que a empresa conheça seu cliente.

Continue Lendo

Você sabe o que é compra a fixar?

Se você é um empreendedor que almeja uma contabilidade mais assertiva para os seus negócios, precisa estar instruído acerca de algumas modalidades de compra e venda comuns de serem utilizadas em operações comerciais.

Nesse ínterim, chegamos à questão que norteia esse artigo: você sabe o que é compra a fixar?

Caso este termo seja estranho para você ou ainda provoque confusão ao seu entendimento, acompanhe aqui o conceito e exemplos práticos de como essa modalidade de compra funciona.

O que é Compra a fixar?

O primeiro passo é entender o conceito desse tipo de operação para, então, analisar como acontece na prática.

Assim, a modalidade de compra a fixar é: operação na qual a venda de um produto é contratada com a possibilidade de haver variações no valor, conforme o mercado.

Em suma, o vendedor é quem determina quando o preço será fixado e o preço efetivo será o valor de venda de acordo com o mercado ativo, na data em que o valor fixado for estabelecido.

Ademais, espera-se que no contrato fique definido o prazo de entrega do produto comercializado, assim como, um prazo para que o preço seja fixado.

Esse tem sido um tema bastante relevante, principalmente para as cooperativas agropecuárias, por causa da falta de interesse dos produtores em faturar o volume depositado nos seus armazéns.

Por isso, elas utilizam a compra a fixar visando à liberação do espaço nos armazéns para o recebimento da próxima safra, além de evitar exposições a variações de preço.

Reconhecimento na receita

A partir da definição do contrato, a cooperativa faz a entrega da quantidade de produto comercializada ao cliente, sendo que o preço final ainda será fixado no futuro. Logo, emitem-se as notas fiscais com um valor simbólico, normalmente inferior ao valor de venda.

Para que seja reconhecido na receita, se obedece às determinações do item 9 da Norma Brasileira de Contabilidade (NBC) TG 47 do CFC, e é sugerida esse tipo de contabilização:

1. Pelo faturamento:

C – Receita – vendas sujeitas a variação de preço

D – Créditos de venda com preço a fixar

2. Apropriação do custo:

C- Estoques de produto agrícola

D – CPV – produto agrícola

Ao se referir ao custo, a cooperativa pode não ter ainda o custo definitivo formado, assim como o valor definitivo da receita, porém ambos podem ser cotados no mercado ativo a qualquer instante.

Ademais, já se sabe que a maioria das cooperativas trata esta operação como sendo de depósito e isso pode resultar numa dificuldade de entendimento entre a contabilidade e o comercial, sendo essa uma situação que exige cuidados especiais.

O que deve ser feito após o reconhecimento?

Outro passo importante a ser feito nessa operação de compra é a mensuração de crédito pelo seu valor justo, após o reconhecimento inicial.

Portanto, torna-se essencial manter o controle auxiliar que contém as informações do pedido entregue referente a cada contrato e, conforme previsto no item 4.1.5 da NBC TG 48 do CFC, a variação ocorrida precisa ser reconhecida no resultado em conta específica dentre as receitas.

Caso a atualização da receita não seja procedida, o custo apropriado ficará superior ao valor simbólico que consta na nota fiscal, resultando numa margem de comercialização negativa, por isso é recomendada a atualização da receita, a cada mês, a partir dos lançamentos a seguir:

• C/D – Receita – vendas sujeitas a variação de preço

• D/C – Créditos de venda com preço a fixa

Agora que você já sabe o que é compra a fixar e como ela acontece na prática, temos muitas outras orientações acerca da gestão do seu negócio que vão te ajudar a tomar decisões mais assertivas. Acesse a nossa área de contato para saber mais!

4 razões para sua empresa de varejo usar sistema ERP

Hoje, contar com um sistema ERP se tornou fundamental para a empresa de varejo que busca aumentar sua eficiência e produtividade e, assim, alcançar com mais agilidade seus objetivos. Para quem tem dúvida, ERP é a sigla para Enterprise Resource Planning ou, em tradução livre, Planejamento de Recursos Empresariais. Trata-se de uma tecnologia utilizada para otimizar a gestão de uma empresa, fazendo com que ela aproveite diversos benefícios.

Continue Lendo

O que é Nota Fiscal Eletrônica e como emitir?

A tecnologia mudou a forma de muitas empresas operarem diariamente. Um exemplo que podemos destacar nesse sentido é a emissão de notas fiscais. Hoje, com o crescente uso da tecnologia pelo FISCO e pelas empresas, a nota fiscal eletrônica foi lançada como uma alternativa para otimizar a realização desse processo (emissão de nota fiscal), conferindo a ele maior eficiência e agilidade.

Continue Lendo